É NOTÍCIA

Categoria : Notícias Paciente

post_mucosite_v3

Mucosite: como minimizar os efeitos colaterais

O tratamento do câncer de cabeça e pescoço pode trazer alguns efeitos colaterais importantes, principalmente em razão da toxicidade causada pela exposição às doses elevadas de quimioterapia ou radioterapia. Dentre esses efeitos, um dos mais frequentes é a mucosite, um tipo de lesão inflamatória e/ou ulceradas que surge na cavidade oral ou no trato gastrointestinal. Geralmente, aparece entre 1 a 2 semanas após o início do tratamento e os principais sintomas são:

  • feridas na boca que podem ser vermelhas ou conter pequenas manchas brancas e sangrar ou infeccionar;
  • inchaço na gengiva, boca ou garganta;
  • dor ou desconforto ao mastigar ou engolir;
  • aumento de mucosa na boca;
  • sensação de secura, leve queimação ou dor ao comer alimentos quentes e frios;
  • azia ou indigestão.

Por geralmente causar muita dor quando surge, muitas vezes é necessário mudar a alimentação e isso pode trazer alguns outros problemas, como a desidratação, alimentação inadequada, falta de vitaminas e perda de peso. É preciso estar atento, pois a mucosite também pode interferir na evolução do tratamento, já que existe o risco do paciente apresentar um quadro de febre mais grave ou infecções.

 

Prevenção

Algumas técnicas podem aliviar ou reduzir os efeitos da mucosite, entre elas, a crioterapia que é a sucção de lascas de gelo antes e durante cada quimioterapia e a Laserterapia de baixa intensidade.

Outro fator que pode contribuir é manter a frequência dos hábitos de higiene oral, inclusive antes de iniciar o tratamento do câncer de cabeça e pescoço é recomendado passar por uma avaliação odontológica. Algumas práticas são indicadas para minimizar os efeitos da mucosite:

  • Escovar os dentes sempre após as refeições e optar por uma escova de dentes macia.
  • Buscar orientação médica sobre a utilização de fio dental, se deve ser mantido durante o tratamento e, também, sobre a utilização de enxaguantes bucais que possam auxiliar na limpeza e no desconforto.
  • Verificar com o médico sobre a prescrição de remédios indicados para reduzir o desconforto.
  • Manter os lábios úmidos, bebendo água com frequência, se não houver contraindicação médica
  • Comer alimentos congelados e alimentos líquidos e pastosos, que são mais fáceis de engolir e usar um canudo se tiver com dificuldade para engolir.
  • Evitar alimentos condimentados, ácidos, salgados ou açucarados ao extremo, duros e secos.
  • Evitar refrigerantes, álcool e tabaco.
  • Fazer um autoexame da boca duas diariamente e se observar algum sinal diferente, procurar avaliação médica.

 

Fontes:

https://revista.abrale.org.br/mucosite-tratamento-de-cancer/#:~:text=Mucosite%20s%C3%A3o%20inflama%C3%A7%C3%B5es%20que%20podem,mucosas%20s%C3%A3o%20semelhantes%20%C3%A0s%20cancer%C3%ADgenas

http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72722014000100007

https://www.cancer.org/treatment/treatments-and-side-effects/physical-side-effects/mouth-problems/mouth-sores.html

 

post_glandulas-salivares

O câncer também pode surgir nas glândulas salivares

Os tumores que acometem as glândulas salivares podem ser observados nas glândulas salivares maiores: parótidas, sublinguais e submandibulares e também nas glândulas salivares menores, que estão distribuídas praticamente por toda submucosa bucal.

Esse tipo de câncer, geralmente, no início se apresenta de forma discreta e pode ser de difícil diagnóstico. Por isso, importante que seja realizada consulta com um cirurgião-dentista especialista em estomatologia ou cirurgião de cabeça e pescoço para que seja possível identificar mesmo as lesões aparentemente discretas.

Sintomas:
• pequeno aumento de volume na parte lateral da face (especialmente região anterior à orelha, onde ficam internamente as glândulas parótidas, local mais comum para o aparecimento deste tipo de câncer), abaixo da mandíbula (glândulas submandibulares) ou embaixo da língua (glândulas sublinguais);
• pequeno aumento de volume dentro da boca, no soalho, e principalmente no palato posterior lateral (local mais comum destes tumores dentro da boca);
• paralisia facial;
• dores de ouvido.

Fatores de risco: idade avançada, exposição à radioterapia prévia, exposição ocupacional.

Tratamento: a forma de escolha depende do subtipo e estadiamento do tumor. A cirurgia é o principal tratamento. Radioterapia e quimioterapia podem ser usadas em alguns casos.

Alguns tumores raros como o carcinoma secretor de glândulas salivares apresentam uma alteração genética que o torna candidato à terapia alvo molecular (inibidores de TRK, como o Larotrectinib, por exemplo), para os casos mais graves. Felizmente, este tumor costuma ser de baixo grau, quando o tratamento cirúrgico costuma ser curativo.

 

Dr. Daniel Cohen Goldemberg é pesquisador, membro da Comissão de Ensino, professor e coordenador suplente do Programa de Residência em Odontologia do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA).

post_na-mira_especialista_v2

Quando procurar um médico especialista em Cabeça e Pescoço?

O médico cirurgião de cabeça e pescoço é um especialista no diagnóstico e tratamento dos tumores benignos e malignos que acometem a região da face, como as fossas nasais, seios paranasais, boca, lábios, faringe, laringe, tireoide, glândulas salivares, paratireoide. Nem sempre é ele quem, em um primeiro momento, avalia as alterações nessas regiões. Geralmente isso acontece com um dentista, um endocrinologista um otorrinolaringologista, um dermatologista e até mesmo um clínico geral, mas se for confirmada a suspeita de tumor, o paciente deverá ser encaminhado para essa especialidade. O paciente também pode procurar o médico de cabeça e pescoço diretamente, sem necessariamente ter antes que passar por um médico generalista.

É importante lembrar que a especialidade de Cabeça e Pescoço não trata das doenças cerebrais, como dores de cabeça, tumores cerebrais, aneurismas etc. Nesses casos, a indicação é o atendimento de um médico neurologista. Assim também acontece com dores no pescoço que devem ser avaliadas pelo ortopedistas e desvios de septo nasal, zumbidos no ouvido pelo Otorrinolaringologista.

É preciso estar sempre atento aos sintomas dos tumores de cabeça pescoço e, se observar alguma alteração, buscar a avaliação médica imediatamente. Alguns sinais importantes são; nódulos no pescoço, rouquidão por mais de três semanas, dor ou dificuldade para engolir, feridas na boca, lábio ou língua que não cicatrizam. 

Diagnóstico

A primeira etapa a ser realizada para investigação diagnóstica é a avaliação do histórico clínico e físico do paciente, no qual o médico vai examinar o órgão em questão. Exames de imagem como a tomografia computadorizada, ultrassonografia, radiografia, ressonância magnética também podem ser solicitados. Porém, a confirmação do câncer somente é possível após a realização de uma biópsia, retirada de um pequeno fragmento da lesão para avaliação microscópica. Existem vários tipos de biópsia e a indicação vai depender do local do tumor. Após a análise da biópsia é emitido um laudo anatomopatológico com todas as informações sobre as características do câncer para que seja possível determinar a melhor conduta de tratamento.

Tratamento multidisciplinar

Como parte do tratamento dos tumores da região da cabeça e pescoço pode ser necessário realizar uma cirurgia e, dependendo do estágio da doença, esse procedimento pode trazer algumas limitações estéticas, físicas e funcionais ao paciente, ou ser necessário ainda complementar o tratamento com radioterapia ou quimioterapia. Isso tudo requer um acompanhamento pós-cirúrgico multidisciplinar, por isso, os cirurgiões de cabeça e pescoço trabalham de forma integrada com outras especialidades médicas, como a oncologia clínica, radioterapia, estomatologia, odontologia, fonoaudiologia, psicologia, fisioterapia, nutrição. É a atuação integrada desse time que trará os melhores resultados para o paciente.

Quanto mais precoce for o diagnóstico do câncer de cabeça e pescoço maiores são as chances de sucesso no tratamento.

Câncer de cabeça e pescoço. Atenção aos sinais

Quando falamos em tumores de cabeça e pescoço estamos considerando aqueles que podem se desenvolver na boca, faringe, laringe, nas fossas nasais, nos seios paranasais, nas glândulas salivares e na tireoide. São muitos os tipos e subtipos de câncer de cabeça e pescoço e é muito importante estar atento aos sinais que podem surgir em nosso organismo para identificar se existe alguma alteração e o diagnóstico precoce seja possível. É recomendado que todos os meses, seja feito o autoexame, principalmente pelos fumantes ou por quem consome bebida alcoólica rotineiramente, observando a boca, lábios, língua e pescoço ao espelho todos os meses para verificar se há alterações, como manchas brancas, feridas ou caroços. Siga sempre a regra 1 por 3 à 1 sintoma que persiste por mais de 3 semanas deve ser investigado.

 

 

 

 

 

 

Fonte da imagem: https://makesensecampaign.eu

Dentre os sintomas mais comuns do câncer de cabeça e pescoço estão:

  • ferida na boca que não cicatriza
  • manchas esbranquiçadas na boca
  • rouquidão por mais de 15 dias
  • nódulo palpável no pescoço
  • dor de garganta que não melhorar com o uso de antibiótico
  • dor ou dificuldade para engolir ou respirar
  • sangramento ou secreção persistente pelo nariz.
  • dor no ouvido ou dificuldade para ouvir
  • dores de cabeça e tosse persistente.

Ao perceber algum desses sinais que persista por mais de três semanas, busque avaliação médica com um especialista otorrinolaringologista (médico que trata de doenças do ouvido, nariz e garganta) ou cirurgião de cabeça e pescoço para que sejam realizados os exames necessários para o diagnóstico preciso.

O câncer de cabeça e pescoço tem cura e isso depende do estágio em que o diagnóstico acontece. Quanto mais precoce o diagnóstico, maiores as chances de cura da doença. Por isso é tão importante que as pessoas, em especial as fumantes, façam o autoexame e, ao perceberem qualquer sinal suspeito, procurem atendimento médico adequado.

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com apk4phone.com