top of page

Cinco fatos sobre o câncer que você precisa saber

É fato que a incidência do câncer no mundo vem aumentando. Segundo dados da Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer (Iarc), a projeção para novos casos de câncer em 2040 é de 28,4 milhões. Isso significa um crescimento de 47% se comparado os dados de 2020, que apontou 19,2 milhões de casos de câncer no mundo.



É fato que a incidência do câncer no mundo vem aumentando. Segundo dados da Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer (Iarc), a projeção para novos casos de câncer em 2040 é de 28,4 milhões. Isso significa um crescimento de 47% se comparado os dados de 2020, que apontou 19,2 milhões de casos de câncer no mundo.


Esse cenário tem relação com alguns aspectos, como o envelhecimento da população, o crescimento populacional e às mudanças socioeconômicas e culturais que impactam em comportamentos que caracterizam como fatores de risco para a doença.


É importante conhecer mais sobre o câncer pois a informação também contribui para mudar esse cenário no mundo, já que a doença, em muitos casos, pode ser prevenida e se diagnosticada e tratada precocemente tem grandes chances de cura.


Confira aqui fatos sobre o câncer que todos precisam saber:


5 fatos sobre o câncer que todos precisam saber


1 - O câncer é um conjunto de doenças com mais de 200 tipos que podem se desenvolver em diversos órgãos do corpo.  Cada tipo tem comportamento diferente e, por essa razão, a indicação do tratamento também é diferente, a depender do tipo de câncer e da condição clínica do paciente.


2 - O câncer é uma doença de origem genética e se desenvolve quando ocorre o crescimento desordenado das células, passando de células normais para células cancerígenas.


Geralmente cerca de 10% dos casos tem como causa o fator hereditário, ou seja, a doença é herdada dos pais. Já os outros 90% estão relacionados a três categorias de agentes externos:


  • cancerígenos físicos: radiação ultravioleta e ionizante;

  • substâncias químicas cancerígenas: amianto, componentes do tabaco, aflatoxina (um contaminante alimentar) e arsênio (um contaminante da água potável)

  • cancerígenos biológicos: infecções por certos vírus, bactérias ou parasitas, entre eles: Helicobacter pylori, Papilomavírus Humano (HPV), os vírus da hepatite B e hepatite C e o vírus Epstein-Barr.


O envelhecimento também é um fator de risco importante para o desenvolvimento da doença, considerando que ocorre a acumulação de fatores de riscos gerais combinada com a tendência de que os mecanismos de reparação celular sejam menos eficazes à medida em que a pessoa envelhece.


3 – Cerca de 30% dos casos de câncer poderiam ser evitados com hábitos de prevenção. O consumo de produtos derivados do tabaco e de bebidas alcoólicas, a exposição ao sol sem proteção, adoção de uma alimentação desequilibrada, sedentarismo e a obesidade são alguns dos principais fatores de risco para o câncer em todo o mundo.


Para prevenir o câncer, as ações são:


  • Não fumar

  • Manter o peso adequado

  • Adotar uma alimentação saudável, rica em frutas, vegetais e fibras

  • Praticar atividade física regularmente

  • Não consumir bebida alcoólica em excesso

  • Vacina contra o HPV – Papilomavírus Humano

  • A exposição ao sol somente com proteção


4 – Se o câncer é diagnosticado em fases iniciais e tratado imediatamente, as chances de sucesso no tratamento podem superar 90%.


Por isso, é importante passar por consulta médica anualmente e realizar os exames de rotina de acordo com a idade e a necessidade clínica, entre eles: a mamografia para câncer de mama,  o Papanicolau para câncer de colo do útero, o exame de toque retal e PSA para câncer de próstata


Observar as alterações do corpo também é muito importante. Alguns sinais podem requerer uma avaliação médica. Entre eles:


  • Tosse persistente ou rouquidão

  • Alterações no hábito intestinal

  • Sangue na urina

  • Dor persistente que surge sem causa aparente

  • Perda de peso inexplicada

  • Alterações em pintas

  • Ferida que não cicatriza após três semanas

  • Sangramento inesperado

  • Aparecimento ou crescimento de um nódulo

  • Inchaço ou a presença de massa palpável no abdômen

  • Dificuldade para engolir


5 - Os principais tipos de tratamento para o câncer podem englobar: cirurgia, quimioterapia, radioterapia, imunoterapia ou a combinação deles.


O diagnóstico correto do câncer é essencial para um tratamento adequado e eficaz, porque cada tipo da doença precisa de um tratamento específico, que inclui uma ou mais modalidades.  Os objetivos do tratamento podem ser curar, prolongar a vida do paciente ou  melhorar a qualidade de vida. 


Comentários


bottom of page