top of page

Qual o tipo de tratamento para o câncer de tireoide?

O câncer de tireoide é o tipo mais frequente dos cânceres de cabeça e pescoço. É mais incidente em mulheres do que em homens e tem grandes chances de sucesso no tratamento. Dentre os tipos de câncer de tireoide, o carcinoma diferenciado é o mais comum, entre eles estão o papilífero (50% a 80% dos casos), o folicular (15% a 20% dos casos) e o de células de Hürthle. Também existe o carcinoma pouco diferenciados e o carcinoma indiferenciados (cerca de 10% dos casos cada um deles).



Após o diagnóstico do câncer de tireoide, o cirurgião de cabeça e pescoço de posse do laudo anatomopatológico com a avaliação da biópsia, contendo todas as informações sobre o tipo do câncer, poderá definir a opção mais assertiva de tratamento para cada caso.


A definição do protocolo de tratamento vai depender das características do tumor e também das condições clínicas do paciente.


A cirurgia é o tipo de tratamento principal para a maioria dos casos de câncer de tireoide.


A cirurgia mais frequente é tireoidectomia, um procedimento utilizado para remover a glândula tireoide e ela pode ser total ou parcial, a depender do tipo, tamanho e grau de agressividade do tumor. Já a técnica de lobectomia é utilizada geralmente nos casos de câncer diferenciado (papilífero ou folicular) para remover o lobo contendo o câncer, juntamente como istmo (parte que une os lobos). Em alguns casos, durante a cirurgia, será necessário ainda fazer a remoção dos linfonodos, isso se caso haja comprometimento dos gânglios linfáticos do pescoço.


Quando o tumor é menor que 1 cm, sem evidência de metástases ou invasão local, pode ser indicada a vigilância ativa, ou seja, o acompanhamento médico com a realização de exames periódicos, sem a necessidade de um tratamento imediato.

Após a cirurgia, em alguns casos, também será necessária a indicação de tratamento complementar com iodoterapia.


Já a radioterapia, associada ou não à quimioterapia, pode ser recomendada em caso de tumores agressivos.


O tratamento do câncer de tireoide tem uma abordagem multiprofissional, por isso, é fundamental que o paciente seja acompanhado por uma equipe composta pelo cirurgião de cabeça e pescoço, endocrinologista, oncologista e radiooncologista, além da equipe de enfermagem, nutrição, fisioterapia, fonoaudiologia e psicologia


bottom of page