top of page

O que é o PET-CT e quando é indicado nos casos de câncer de cabeça e pescoço

 O PET-CT é um dos mais modernos exames para o diagnóstico do câncer.  No caso do câncer de cabeça e pescoço, o PET-CT também auxilia na rotina de avaliação dos pacientes com a doença.



O nome PET-CT vem de duas siglas em inglês: a Tomografia por Emissão de Pósitrons (PET) e a Tomografia Computadorizada (CT), justamente porque esse procedimento consiste na combinação dessas modalidades, o que permite a captação de informações detalhadas sobre a anatomia e a atividade metabólica de órgãos e estruturas do corpo.


A principal utilização do PET-CT é na área de oncologia. Além do câncer de cabeça e pescoço, o equipamento também pode ser utilizado nos casos de câncer de mama, próstata, cólon, reto e linfomas. Outro benefício importante do PET-CT é identificar a presença de metástases e diferenciar os tumores entre benignos e malignos.


O exame de PET-CT é razoavelmente rápido e pode produzir cerca de 1.500 imagens em 3D do corpo humano, obtidas com a utilização de radiofármacos. Essas substâncias têm a capacidade de se fixar nas células tumorais em atividade no organismo e, desse modo, possibilita a visualização dessas células pelas imagens captadas. A dose de radiação emitida pelo aparelho de PET-CT é completamente segura para o paciente, inclusive essa quantidade é menor do que a utilizada em exames de raio-x, por exemplo.


A aplicação do radiofármaco no paciente será de forma intravenosa. A substância circula pelo organismo e vai se concentrar em maior quantidade onde o metabolismo atuar de forma mais intensa - característica comum de um tumor. Para mostrar onde tem essa maior concentração, o radiofármaco mostrará sinais mais luminosos nas imagens do exame, o que pode representar sinais de alerta para um câncer, por exemplo. Quanto mais intenso for esse brilho, maior a probabilidade de haver um tumor no local.


Uso do PET-CT nos casos de câncer de cabeça e pescoço


O PET-CT pode ser utilizado para o diagnóstico, estadiamento e monitoramento de pacientes com câncer de cabeça e pescoço, especialmente em casos mais complexos da doença. Pode ser indicado em qualquer etapa do tratamento oncológico (no começo, durante ou no final) para identificar a localização exata do tumor na região, como também dimensionar a extensão da doença e se ela se espalhou - especialmente em gânglios linfáticos próximos e em outros órgãos.


Além disso, o PET-CT pode ajudar no planejamento do tratamento do câncer de cabeça e pescoço, desde em auxiliar na escolha da melhor abordagem cirúrgica como também, em caso de radioterapia, definir a área-alvo mais precisa para as emissões da radiação.


Por fim, o PET-CT também pode atuar no monitoramento de quem tem um câncer de cabeça e pescoço para verificar o índice de resposta ao tratamento como a quimioterapia e a radioterapia. O exame ainda pode identificar se há resquícios de células tumorais após os tratamentos realizados, inclusive cirúrgico, pois caso a doença retorne ou haja metástases, possa ser detectado de forma precoce.

Comments


bottom of page