top of page

Traqueostomia no paciente com câncer de cabeça e pescoço




Em alguns casos, quando o câncer se desenvolve na região da garganta, é necessária a realização de um procedimento cirúrgico chamado traqueostomia, que é uma abertura realizada na traqueia para a colocação de um tubo (cânula) que vai permitir a passagem do ar até chegar aos pulmões.


Isso é necessário, pois alguns pacientes podem ter dificuldade para respirar após a realização da cirurgia para a retirada do tumor. Na maioria dos casos em que a traqueostomia é necessária em pacientes com câncer de cabeça e pescoço ela é definitiva e, por isso, o paciente vai precisar aprender a ter alguns cuidados específicos.

Os pacientes podem levar algum tempo para se adaptar à traqueostomia, isso é natural e vai passar. É importante voltar a rotina e entender os cuidados necessário para evitar qualquer intercorrência.


Existem alguns tipos de cânulas que podem ser utilizadas: a metálica, a plástica com balão (cuff), a plástica sem balão. A indicação da melhor opção é feita pelo médico.

Quando a cânula metálica é utilizada, em alguns casos, será necessário substituí-la pela cânula plástica, são eles: na realização de Ressonância Magnética, Tomografias de cabeça e pescoço, radioterapia ou conforme indicação médica.

A comunicação com a traqueostomia

A traqueostomia não traz impactos nas cordas vocais. É possível utilizá-las para se comunicar. Nesse caso, quando for falar cubra a saída da cânula de traqueostomia com o dedo


Caso não seja possível a comunicação verbal, utilize outras formas de comunicação: expressões faciais, comunicação escrita, use uma caneta e um papel para se comunicar.

 

Cuidados durante a alimentação


  • Procure estar sentado durante a alimentação.

  • Corte a comida em pedaços pequenos

  • Coma devagar e mastigue bem os alimentos antes de engolir

  • Procure beber muita água para ajudar na hidratação

  • Interrompa a alimentação se perceber que houve escape de comida pelo orifício da cânula de traqueostomia e procure imediatamente o hospital.

 

Aqui trazemos alguns procedimentos necessários a serem realizados pelo paciente/cuidador para a manutenção da cânula e evitar a sua obstrução:


  • Sempre lavar as mãos antes de manipular a cânula

  • Procure sempre usar o protetor da cânula para evitar que entre poeira. O acessório é usado ao redor do pescoço cobrindo a cânula

  • Nunca retire o conjunto de cânula. Caso o conjunto saia, procure imediatamente a emergência do hospital

  • Sempre lave as mãos antes e após manipular a cânula

  • Retire o intermediário e lave muito bem, removendo as sujidades, secreção acumulada. Utilize escovinha própria para retirar secreções aderidas, este procedimento deve ser realizado 4x ao dia

  • Limpe bem a região do pescoço no momento do banho ou quando necessário

  • Troque o cadarço ou fixador de cânula sempre que estiver sujo, mantenha ele fixo para evitar que no caso de tosse a cânula saia

  • Recoloque o intermediário dentro da cânula que está no seu pescoço e nunca deixe a sua cânula sem o intermediário

  • Coloque duas gazes entre a pele do pescoço e a cânula para prevenir lesões e troque sempre que estiverem sujas ou úmidas

  • Realize inalação com SF0,9% pelo menos 3x ao dia para fluidificar a secreção e reduzir o risco de formação de secreção

  • Beba bastante água para hidratar


Comentários


bottom of page