top of page

Tumor na paratireoide: o que é importante saber




No nosso corpo existem quatro pequenas glândulas que são responsáveis por regular os níveis de cálcio no organismo, elas são chamadas de paratireoides. O câncer também pode se desenvolver nessa região, apesar de ser raro. A maioria dos tumores nas glândulas paratireoides são benignos: os adenomas ou hiperplasias.


Uma das principais condições que podem indicar a suspeita de um câncer nessa região é a hipercalcemia, o aumento da quantidade cálcio no sangue, o que traz sintomas como cansaço fraqueza e sonolência. O aumento do cálcio ocorre porque a célula cancerígena produz excesso do hormônio PTH (hiperparatireoidismo), que retira cálcio do osso para o sangue.


Fatores de Risco


Não há um consenso sobre os fatores de risco que estão relacionados especificamente ao desenvolvimento de adenomas ou de câncer de paratireoide. No entanto, observa-se algumas mutações genéticas em casos raros da doença, como nos genes FIHP e MEN1.


Sintomas


Ao perceber alguns dos sintomas, é importante procurar um otorrinolaringologista ou um especialista em cirurgia de cabeça e pescoço.


  • Dor, especialmente nos ossos;

  • Fadiga ou sonolência;

  • Dificuldades para falar ou de engolir alimentos;

  • Hipercalcemia – aumento repentino do nível de cálcio no sangue;

  • Problemas renais, incluindo pedras nos rins;

  • Perda de apetite;

  • Sede intensa;

  • Micção frequente;

  • Fraqueza muscular;

  • Caroço no pescoço.


Diagnóstico


Geralmente, esse tipo de câncer não apresenta sintomas iniciais e tem  crescimento lento, por isso, em grande parte dos casos é diagnosticado durante a investigação ou tratamento de alguma outra doença.


O diagnóstico pode ser feito por exames de rotina em pacientes sem sintomas

Quando o paciente apresenta sinais de hipercalcemia (aumento do cálcio no sangue), são solicitados exames de sangue, raios-X, cintilografia, utrassonografia, ressonância ou  tomografia computadorizada, mas a confirmação do diagnóstico só acontece após o procedimento cirúrgico com a biópsia, que é a analise microscópica da amostra da lesão.


Tratamento


As opções de tratamento dependem das características do tumor e estado clínico do paciente.


O principal tipo de tratamento indicado é a cirurgia para a retirada do tumor. Antes dela, o paciente pode precisar tomar medicamentos para controlar a quantidade de cálcio no sangue até que o procedimento seja feito.


Em algumas situações de doença avançada podem ser indicadas a quimioterapia ou a radioterapia como tratamento complementar.

Comments


bottom of page